Nova Odessa

Leitinho acompanha apresentação do Plano Estadual de Vacinação da Covid-19

0
Prefeito de Nova Odessa, Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD), acompanhou nesta quarta-feira (6), de seu gabinete no Paço Municipal, o 1º Seminário Virtual de Gestão Pública, promovido pelo Governo do Estado de São Paulo e no qual as autoridades estaduais apresentaram o Plano de Estadual de Imunização Contra o Coronavírus – bem como apresentações sobre temas como Integração Regional, Desenvolvimento Econômico e Gestão Pública. Outros secretários municipais também assistiram ao seminário.
“Determinei no dia 1º de janeiro que a Secretaria Municipal de Saúde se prepare para vacinar nossa população contra o coronavírus tão logo os governos federal e estadual comecem a nos enviar as vacinas. Não importa de onde venha a vacina, desde que ela chegue o mais rápido possível. E garanto à nossa população que vamos estar prontos para aplicá-la, sempre conforme os grupos que forem priorizados”, comentou Leitinho.
O prefeito novaodessense destacou também a importância dos demais temas do encontro virtual com a equipe do Governo do Estado, principalmente as explicações sobre as ferramentas e programas disponíveis na área de fomento aos empreendedores paulistas e as “dicas” de medidas que os novos prefeitos podem tomar neste início de gestão. Leitinho anotou várias e compartilhou imediatamente as informações com os respectivos secretários municipais, muitas delas disponíveis online em um novo canal criado pelo Estado para utilização pelas prefeituras, o “Parcerias Municipais”.
COVID X VACINA
Ao abrir o encontro, o governador João Doria (PSDB) fez um alerta sobre o aumento de novos caso de Covid-19 no Estado – e na maior parte do planeta –, naquilo que está sendo chamada por médicos e cientistas de “segunda onda” da doença. Por isso, a estratégia das autoridades estaduais é iniciar a imunização contra a Covid-19 em todas as regiões do Estado de São Paulo no dia 25 de janeiro – muito provavelmente com a vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a empresa farmacêutica chinesa Sinovac, e da qual o Governo paulista já recebeu milhões de doses, que aguardam aprovação pela Anvisa para serem utilizadas.

“A saúde é a prioridade absoluta. Lamentavelmente, todos os 215 países estão enfrentando uma segunda onda desse vírus e isso exige cuidado, zelo, disciplina, perseverança, determinação e coragem para fazer o que precisa ser feito”, disse Doria.
O secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, explicou aos prefeitos os detalhes do plano. A 1ª etapa de provável vacinação no Estado vai priorizar profissionais da Saúde, pessoas com 60 anos ou mais e grupos indígenas e quilombolas. A expectativa do Estado é que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas na primeira etapa, com a aplicação de 18 milhões de doses, até o dia 28 de março.

A campanha coordenada pela Secretaria Estadual da Saúde em parceria com os 645 municípios paulistas visa dobrar o total de postos de vacinação dos atuais 5,2 mil para até 10 mil. A estimativa é de que a vacinação envolva cerca de 79 mil profissionais, com 54 mil trabalhadores do Setor da Saúde e 25 mil agentes da Segurança Pública “para garantir a segurança da população e evitar aglomerações nos locais de imunização”.

Leia mais sobre o 1º Seminário Virtual de Gestão Pública e o Plano de Estadual de Imunização Contra o Coronavírus em https://www.saopaulo.sp.gov.br/sala-de-imprensa/release/governo-de-sp-apresenta-a-prefeitos-o-plano-estadual-de-imunizacao-contra-a-covid-19/.
Fonte: Assessoria de Imprensa

paginapopular

Bolsonaro edita MP que flexibiliza regras de aquisição de vacinas

Previous article

Prefeitura de Sumaré realiza obras e manutenção nos quatro cantos da cidade

Next article

You may also like

Comments

Comments are closed.

More in Nova Odessa