Nova Odessa

Nova Odessa permanece na ‘fase amarela’ e intensifica fiscalização contra aglomerações

0

O prefeito de Nova Odessa, Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD), comentou nesta sexta-feira (8) à tarde, logo após o anúncio da nova revisão pelo Governo do Estado, o fato de a cidade permanecer na “fase amarela” do Plano São Paulo, o que reduz os impactos da pandemia de Covid-19 na economia da cidade. Segundo ele, isso só foi possível graças ao empenho dos empresários e da adesão da maior parte da população às regras da retomada segura.

No entanto, o chefe do Executivo pediu que a população continue fazendo a sua parte para conter a disseminação do novo coronavírus, protegendo principalmente os idosos e as pessoas com comorbidades (fatores de risco para casos graves de Covid-19), e permitindo assim que a cidade volte em breve à “fase verde”, menos restritiva às atividades comerciais.

Leitinho adiantou também que a fiscalização do cumprimento dos horários de funcionamento dos estabelecimentos previsto no Plano, da obrigatoriedade do uso de máscaras por toda a população e contra as aglomerações em geral (principalmente de lotação acima do permitido em eventos e festas) será intensificada na cidade. As fiscalizações, a qualquer hora ou dia da semana, são feitas pelos profissionais da Vigilância Sanitária, com apoio da equipe da GCM (Guarda Civil Municipal) e, eventualmente, a parceria da Polícia Militar.

“Devemos nos prevenir do vírus a todo custo, fazer uso constante de máscaras, usar álcool em gel, não aglomerar. Assim poderemos voltar à ‘fase verde’ o mais rápido possível, o que vai ser muito importante para a economia da cidade, para os nossos lojistas, mantendo as lojas abertas por mais tempo, preservando os empregos e permitindo que o empresário pague seus impostos”, afirmou Leitinho.

“Mas essa flexibilização tem que ser feita com muito cuidado e responsabilidade por todos, consumidores e comerciantes, com distanciamento, sem filas, com uso de máscaras o tempo todo, com muito álcool gel e aferição de temperatura na entrada do estabelecimento. A gente deve ter cuidado principalmente com as pessoas com mais de 60 anos, que são as mais vulneráveis ao vírus. O ideal é que os idosos evitem ao máximo sair de casa neste momento”, pediu o prefeito de Nova Odessa. A cidade tem 1.793 casos positivos da doença desde março, com 60 vítimas fatais.

FASE AMARELA

Nesta sexta, uma nova atualização do Plano São Paulo manteve as 42 cidades da área de atuação do DRS 7 (Departamentos Regional de Saúde de Campinas), incluindo Nova Odessa, na “fase 3 – amarela” de retomada e reabertura de atividades não essenciais. Essa classificação entra em vigência dia 11/01 e será mantida ao menos até o dia 05 de fevereiro. Também foi feita uma “recalibragem de regras e a reclassificação de regiões”.

O Centro de Contingência do Coronavírus do Governo do Estado permitiu a ampliação do expediente e do rol de estabelecimentos liberados nas fases amarela e laranja do Plano, mas recomenda expressamente que a população evite circular à noite, após o fechamento do Comércio.

A “fase amarela” passa a permitir 40% de ocupação presencial para todas as atividades liberadas, incluindo parques estaduais, e expediente de até 10 horas diárias. O atendimento presencial terá que ser encerrado às 22h em todos os setores. Nos bares, as portas devem fechar ao público mais cedo, às 20h. Atividades não essenciais que geram aglomeração, como festas, baladas e shows continuam proibidos.

“A meta principal é evitar aglomerações e voltar a reduzir o fluxo de pessoas em horários específicos. O grande objetivo neste momento é reduzir a circulação do vírus. Nós precisamos reduzir aglomerações, e elas acontecem principalmente no período da noite”, afirmou a secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

Por outro lado, os novos critérios de avaliação de indicadores de internações, ocupação de leitos e mortes por Covid-19 levou o Governo do Estado a endurecer a possibilidade de progressão de qualquer região novamente à fase verde, que permite a maioria das atividades não essenciais com menos restrições de horário e público. Cada região passa a precisar alcançar 30 internações por 100 mil habitantes e três mortes por cem mil habitantes nos últimos 14 dias, além de passar 28 dias seguidos na “fase amarela” antes de avançar.

Fonte: Assessoria de Imprensa

paginapopular

Fiocruz: distribuição de vacinas pode ser um dia após desembarque

Previous article

Neymar volta a treinar quase um mês após lesão no tornozelo

Next article

You may also like

Comments

Comments are closed.

More in Nova Odessa