Esportes

Rivais divergem sobre testes da covid-19 antes de final do Paulistão

0

A Federação Paulista de Futebol (FPF) informou que, “em comum acordo” entre Palmeiras e Corinthians, serão realizados testes de PCR-RT em ambas as delegações, “estando concentradas ou não”, antes da segunda partida da final do Campeonato Paulista, no sábado (8), às 16h30 (de Brasília), no Allianz Parque. O comunicado assinado pelo presidente da Comissão Médica da entidade, Moisés Cohen, foi emitido horas após a reunião em que os presidentes de Timão e Verdão divergiram sobre a obrigatoriedade ou não dos exames para detecção do novo coronavírus (covid-19).

Em publicação após a reunião, o Corinthians garantiu que segue o protocolo elaborado pela Federação, “aprovado e exigido pelo Governo do Estado de São Paulo” e que “mantém sua delegação em confinamento há 14 dias”, tendo feito duas baterias de exames nesse período. Por isso, entende que não há necessidade de realizar novos testes. O Timão diz, ainda, que o Palmeiras “descumpriu” o acordo que norteia o futebol em meio à pandemia ao liberar os atletas após as partidas, “o que nunca foi permitido”, segundo o clube.

A nota da FPF diz que, conforme o protocolo, como o Corinthians manteve o grupo isolado após a vitória por 1 a 0 sobre o Mirassol, no domingo (2), não haveria obrigatoriedade de exames para o primeiro jogo da final, na quarta-feira (5), às 21h30 (de Brasília), na Arena do Timão. Segundo o comunicado, o Alvinegro foi à campo “com toda sua delegação testada”.

Já sobre o Palmeiras, a Federação afirma que, como optou por “não manter os atletas confinados e concentrados” depois de superar a Ponte Preta, também no último domingo por 1 a 0, o Alviverde terá de submeter elenco e comissão técnica a testes antes do jogo de quarta. O Verdão ainda não se pronunciou sobre os posicionamentos da entidade e do Corinthians.

O protocolo elaborado pela FPF diz que “os 16 clubes fiquem concentrados em locais previamente definidos e preparados durante todo período de jogos da competição. Isso permite maior controle das variáveis por serem grupos fechados e previamente testados, sob maior supervisão”. No item 6.4 (fase 4, pós-jogo), sobre o procedimento para saída dos times do estádio, fala-se no “retorno das equipes aos seus centros de treinamentos ou hotel de concentração”.

 

Fonte: Agência Brasil

paginapopular

Onyx faz acordo com PGR para fechar processo sobre caixa dois

Previous article

Seis em cada dez contaminados por Covid-19 em Nova Odessa estão curados

Next article

You may also like

Comments

Comments are closed.

More in Esportes