Sumaré

Sumaré continua registrando queda nos índices criminais

0

Mais uma excelente notícia! Sumaré continua registrando queda nos índices de criminalidade, de acordo com as estatísticas de setembro divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. As ações constantes realizadas pela Guarda Civil Municipal em conjunto com a Polícia Militar, inclusive nesse período de pandemia, têm contribuído consideravelmente para esses números positivos, especialmente no índice de roubos e furtos de veículo – que tiveram queda de 61,03% e de 43,77%, respectivamente – caindo de 77 para 30 (roubos) e de 249 para 140 (furtos). Outros tipos de ocorrências também registraram queda: roubos 55,97%, de 268 casos para 118; tentativa de homicídio 50%, de 8 para 4 casos; estupros 66,66%, de 21 casos em setembro do ano passado para 7 neste ano. Apenas homicídio aumentou de 1, ano passado, para 3 neste ano.

Bom destacar que o número de ocorrências policiais registradas no município durante o primeiro semestre deste ano já tinham apresentado queda de 21,3% em comparação ao mesmo período do ano passado. Os dados da SSP apontam que em 2020, de janeiro a junho, foram registrados 2.441 delitos. Em 2019, no mesmo período, foram 3.102, entre roubos e furtos diversos, homicídios, lesão corporal, entre outros.

“Sumaré está mais segura e a queda nestes índices é resultado direto da eficácia das medidas de segurança adotadas na cidade, e confirma a produtividade das forças policiais (civil e militar), em parceria com a nossa Guarda Municipal. Todo esse esforço tem se mostrado positivamente nas estatísticas. Agradecemos a dedicação de cada membro das corporações que trabalham diariamente para proteger a vida dos cidadãos”, declarou a Comandante da GCM Simone Nery.

Os índices de segurança são constantemente analisados pela Guarda Municipal de Sumaré e são essenciais para a adoção de diretrizes que contribuam para reforçar a segurança da população. Além disso, desde 2017, a Administração Municipal tem realizado importantes investimentos na corporação. “A segurança sempre foi uma das prioridades da atual gestão, com muitos avanços ao longo desses últimos anos. Temos acompanhado uma redução significativa da criminalidade e a Administração Municipal não tem medido esforços para auxiliar os órgãos de segurança, inclusive os estaduais”, reforçou a Comandante.

Para lidar com ocorrências de maior grau de periculosidade foi criada a ROMU (Ronda Ostensiva Municipal). A sede da GM ganhou a CECOM (Central de Comunicação e Monitoramento) – novo sistema operacional que integra o atendimento à população, monitoramento da cidade e despacho de ocorrências. Novas viaturas e uma Base Móvel para o Canil, uniformes e equipamentos também foram entregues para a corporação. Os GMs Agentes de Fiscalização Ambiental foram regulamentados no Município e trabalham em conjunto com o GPA (Grupo de Proteção Ambiental) da Guarda.

O sistema de videomonitoramento foi ampliado e câmeras foram instaladas nas escolas municipais e unidades de saúde, além do Cemitério da Saudade, que não registrou mais furtos após a implantação do serviço. A Guarda Municipal também passou a operar com tablets, agilizando as ocorrências. A Guarda Civil e Bombeiro Municipais de Sumaré receberam neste mês de outubro rádios digitais criptografados. As operações Bar Legal, Saturação, Pancadão e Chorume e cursos de atualização foram intensificados.

Para se ter uma ideia, somente ano passado a Guarda Municipal de Sumaré atendeu 6.790 ocorrências diversas, a partir de ações realizadas em todo o Município – que vão de operações Saturação a Bairro Seguro. O órgão efetuou 3.877 pontos de visibilidade com viaturas em locais e horários estratégicos visando diminuir indicadores criminais. O atendimento de perturbação de sossego alcançou 1.035 registros ano passado. Nas estatísticas somam 14 operações Chorume, as quais culminaram na averiguação de 210 veículos, sendo que 44 receberam autuação por irregularidades. Outra operação – Bairro Seguro – contou com 21 blitz, totalizando 396 veículos averiguados e 63 autuados. O órgão realizou 98 operações Saturação, abrangendo todas as regiões do município. No total, foram registrados 1.735 boletins de ocorrência. As 19 operações “Bar Legal” foram feitas em conjunto com a Polícia Militar e fiscalização de postura, que juntos vistoriaram 70 estabelecimentos, autuaram 23 e lacraram um.

Rádios digitais criptografados

A Guarda Civil e Bombeiro Municipais de Sumaré passaram a contar este mês com rádios digitais criptografados. Os equipamentos foram adquiridos pela Administração Municipal por meio de convênio com a AGEMCAMP (Agência Metropolitana de Campinas) e têm por finalidade auxiliar o efetivo de ambas as corporações nos trabalhos diários, por meio do Centro de Comunicação Operacional e Monitoramento (CECOM), que funciona 24 horas, agilizando o atendimento à população. “Os rádios digitais criptografados dificultam a escuta da frequência e o rastreamento por pessoas mal-intencionadas. Trabalhávamos neste projeto desde 2018, e, com a celebração do convênio, foi possível conquistar esta importante ferramenta de trabalho, tornando a comunicação mais segura com GPS, sem interferência, oferecendo mais segurança aos munícipes”, destacou a Comandante Simone Nery.

Os rádios digitais, juntamente com os tablets, representam um avanço no quesito segurança dentro da proposta do CECOM – implantado em julho de 2018 pela Administração Municipal – que permite um melhor gerenciamento das informações, mapeamento mais específico das ocorrências e direcionamento do patrulhamento em tempo real. Esses investimentos contribuem de forma significativa para a segurança pública e proteção dos sumareenses. A tecnologia permite ação mais rápida e ajuda no planejamento preventivo nas áreas com mais problemas, atuando especificamente em cada região.

O uso de tablets no quesito segurança também integra o atendimento eficaz à população, otimizando o serviço e diminuindo consideravelmente a burocracia e o uso de papel. Todas as viaturas foram equipadas, proporcionando praticidade e agilidade na execução dos serviços. Ou seja, além de gerar melhorias significativas na atuação dos guardas municipais, propiciou um ganho quanto à burocracia e a geração de estatísticas e mapeamento dos locais com mais índices. As chamadas são registradas, gravadas e armazenadas com data, hora, tempo de espera e providência adotada, gerando número de protocolo e estatísticas.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

paginapopular

Partidos mantêm obstrução e sessão da Câmara é cancelada

Previous article

Prefeitura de Sumaré dá continuidade à recuperação da sinalização de trânsito

Next article

You may also like

Comments

Comments are closed.

More in Sumaré